Pesquisar este blog

MPB - Google Notícias

Quem Somos?


 A Rádio Campinarte na verdade é um blog com o objetivo de divulgar, promover e na medida do possível gerar renda para os artistas (músicos) em particular do Terceiro Distrito de Duque de Caxias no Rio de Janeiro.
Um blog com cara de rádio, notícias do mundo do rádio, cantores do rádio.Um blog que tem como uma de suas principais bandeiras os novos talentos sem esquecer dos grandes nomes da música popular brasileira de todos os tempos; sem esquecer os pioneiros, os baluartes, os verdadeiros ícones da era de ouro do rádio. Fazemos isso para que esses novos talentos não percam de vista nossas referências musicais que até hoje são veneradas mundo a fora - uma forma que encontramos de dizer um MUITO OBRIGADO àqueles que nos proporcionaram (e continuam proporcionando) com suas vozes, suas músicas, momentos de paz e alegria. Uma maneira de agradecer a todos que ajudaram a compor as trilhas sonoras de milhões e milhões de pessoas.
Este blog irá gradativamente estreitar os seus laços com as Rádios Comunitárias que desenvolvem um papel importantíssimo em nossos bairros.
A Rádio Campinarte tem (fundamentalmente) um compromisso com a qualidade e o bom gosto / e qualidade e bom gosto nos vamos pinçar nos nossos bairros, o que nós queremos mesmo é fazer jus ao nome: RÁDIO CAMPINARTE - O SOM DAS COMUNIDADES.


CLIQUE NAS IMAGENS E OUÇA OS NOSSOS ESPECIAIS

  
   

O SHOW DO COMÉRCIO DO CAMPINARTE

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Especial / Zélia Duncan


Zélia Cristina Duncan Gonçalves Moreira

 28/10/1964 Niterói, RJ 
Cantora. Compositora.

Teve aulas de canto e violão. Em 1971, mudou-se com a família para Brasília.
[Saiba Mais]

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira profissional em 1981, apresentando-se na Sala Funarte, em Brasília. Cantou em casas noturnas. Em 1987, voltou para o Rio de Janeiro, onde estudou teatro na CAL (Casa de Artes de Laranjeiras). Dois anos depois, realizou o show "Zélia Cristina no caos" na Casa de Cultura Laura Alvim e no Mistura Fina.

Em 1990, gravou seu primeiro disco, "Outra luz", que (...)
[Saiba Mais]

Obras

  • A diferença (c/ Christian Oyens)
  • Aberto (c/ Edu Tedeschi)
  • Às vezes nunca (c/ Christian Oyens)
  • Assim que eu gosto (c/ Christian Oyens)
  • Beleza fácil (c/ Rodrigo Maranhão)
  • Benditas (c/ Mart´Nália)
[Saiba Mais]

Discografia

  • (2012) Zélia Duncan canta Itamar Assumpção - Tudo esclarecido (Zélia Duncan) - Warner Music – CD
  • (2010) Pelo sabor do gesto (Zélia Duncan) • Universal (Deluxe Edition)
  • (2009) Pelo sabor do gesto (Zélia Duncan) • Universal • CD
  • (2009) De bem com a vida (Alberto Rosenblit) - participação: faixa "Beco das Garrafas" • Dabliú
  • (2008) Amigo é Casa (Zélia Duncan e Simone) • Biscoito Fino
  • (2007) Pré, pós tudo, bossa band (Zélia Duncan) • Duncan Discos/Universal • DVD
[Saiba Mais]
Zélia Duncan - Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira

domingo, 25 de outubro de 2015

Especial / Roberto Menescal

Resultado de imagem para Roberto Menescal
Roberto Batalha Menescal
 25/10/1937 Vitória, ES

Instrumentista (violonista). Arranjador. Compositor. Produtor Musical. 
Criado em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro, iniciou seus estudos musicais em 1950, recebendo aulas de piano de sua tia, Irma Menescal. Dois anos depois, ganhou um acordeom, que começou a tocar de maneira intuitiva. Em 1954, de férias em Vitória, ouviu pela primeira vez o som de um violão, (...)

Resultado de imagem para Roberto Menescal

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira profissional em 1957, acompanhando ao violão a cantora Sylvinha Telles, com a qual realizou turnê de shows por todo o país.
No ano seguinte, abriu uma academia de violão no bairro de Copacabana (RJ), em sociedade com Carlos Lyra. Também em 1958, formou, juntamente com Luiz Carlos Vinhas, Bebeto, Henrique e João Mário, (...)

Resultado de imagem para Roberto Menescal

Obras

  • 3x4 (Ando louca) (c/ Paulo César Feital)
  • A cara do Rio (c/ João Donato)
  • A mesma canção (c/ Ronaldo Bôscoli)
  • A morte de um deus de sal (c/ Ronaldo Bôscoli)
  • A paz de um homem só (c/ Ronaldo Bôscoli)
  • A um amor dormindo (c/ Ronaldo Bôscoli)

Resultado de imagem para Roberto Menescal

Discografia

  • (2012) A Galeria do Menescal (BeBossa, Menescal e Wanda Sá) – CD
  • (2011) United Kingdom of Ipanema (Andy Summers e Roberto Menescal) – DVD
  • (2010) Declaração (Roberto Menescal e Wanda Sá) • Albatroz Music
  • (2008) Os Bossa Nova (Carlos Lyra, Roberto Menescal, Marcos Valle e João Donato) • Biscoito Fino • CD
  • (2007) Swingueira (Wanda Sá e Roberto Menescal) • DVD
  • (2005) Swingueira (Wanda Sá e Roberto Menescal) • Sony & BMG • CD

Resultado de imagem para Roberto Menescal

Shows

  • Roberto Menescal, Joyce Moreno e Os Cariocas. Rio Bossa Nova Festival - Miranda, Rio de Janeiro (2013)
  • Roberto Menescal e Joyce. Rio Bossa Nova Festival – Miranda, Rio de Janeiro (2013)
  • Roberto Menescal e Wanda Sá. Show de inauguração da exposição "A magia do disco - André Midani" - Instituto Cultural Cravo Albin, Rio de Janeiro (2013)
  • Roberto Menescal e Cris Delanno. Um banquinho, um violão e uma franjinha (homenagem a Nara Leão) - Teatro Teatro R. Magalhães Jr. da Academia Brasileira de Letras, Rio de Janeiro. (2012)
  • Nas entrelinhas da MPB - Theatro Net, Rio de Janeiro (2012)
  • United Kingdom of Ipanema. Andy Summers e Roberto Menescal. Show de lançamento do DVD. - Sesc Noites Cariocas, Armazém 4 do Pier Mauá, Rio de Janeiro. (2011)

Resultado de imagem para Roberto Menescal

Bibliografia Crítica

  • ALBIN, Ricardo Cravo. Dicionário Houaiss Ilustrado Música Popular Brasileira - Criação e Supervisão Geral Ricardo Cravo Albin. Rio de Janeiro: Rio de Janeiro: Instituto Antônio Houaiss, Instituto Cultural Cravo Albin e Editora Paracatu, 2006.
  • ALBIN, Ricardo Cravo. MPB - a história de um século. São Paulo: Funarte/Ed. Atração Ilimitada, 1998.
  • AMARAL, Euclides. Alguns Aspectos da MPB. Rio de Janeiro: Edição do Autor, 2008. 2ª ed. Esteio Editora, 2010. 3ª ed. EAS Editora, 2014.
  • CASTRO, Ruy: Chega de saudade: a história e as histórias da bossa nova. Sáo Paulo: Companhia das Letras, 1990.
  • TAPAJÓS, Paulinho. De versos. Rio de Janeiro: Editora Record, 1986.
Roberto Menescal - Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Especial / Juca Chaves


Jurandyr Chaves /  22/10/1938 Rio de Janeiro, RJ 
Compositor. Cantor. / Foi criado em São Paulo, demonstrando, desde muito cedo, interesse por música e poesia. Aprendeu violão ainda menino, quando compôs "Hino para os cachorros" e "Semente bonitinha". Estudou no Colégio Mackenzie, onde organizava festas nas quais cantava suas composições. Teve sólida formação musical. Estudou com Guerra-Peixe (harmonia, contraponto e fuga), Oswaldo (...) [Saiba Mais]

Dados Artísticos

Iniciou sua carreira profissional em 1955, apresentando-se na TV Tupi, em São Paulo.

Em 1957, realizou, no Teatro Leopoldo Fróes, seu primeiro recital.

No final da década de 1950, editou a coletânea de poemas satíricos "Pincel da sociedade". Nessa época, chegou a trabalhar como repórter nos jornais "Diários Associados" e "Última Hora".

Em 1960, gravou o LP "As duas (...) 
[Saiba Mais]

Obras

  • A cúmplice
  • A semana do João
  • A situação
  • Águas de Saquarema
  • Alça de caixão
  • Amor non sense
[Saiba Mais]

Discografia

  • (1985) O menestrel do Brasil-Enfim (quase) livre • LP
  • (1979) O pequeno notável • LP
  • (1977) Juca bom de câmera • LP
  • (1974) Ninguém segura este nariz • LP
  • (1972) Muito vivo-A sátira de Juca Chaves • LP
  • (1972) Juca Chaves ao vivo • LP

Juca Chaves - Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira

Seguidores

Ouça grátis as 100 maiores músicas do Jazz

Ouça grátis as 100 maiores músicas do Jazz
Clique na imagem

22 de Novembro é dia de Santa Cecília...

Padroeira dos músicos, por isso hoje também é comemorado o dia do músico. O músico pode ser arranjador, intérprete, regente e compositor. Há quem diga que os músicos devem ter talento nato para isso, mas existem cursos superiores na área e pessoas que estudam música a vida toda.
O músico pode trabalhar com música popular ou erudita, em atividades culturais e recreativas, em pesquisa e desenvolvimento, na edição, impressão e reprodução de gravações. A grande maioria dos profissionais trabalha por contra própria, mas existem os que trabalham no ensino e os que são vinculados a corpos musicais estaduais ou municipais.
A santa dos músicos
Santa Cecília viveu em Roma, no século III, e participava diariamente da missa celebrada pelo papa Urbano, nas catacumbas da via Ápia. Ela decidiu viver casta, mas seu pai obrigou-a a casar com Valeriano. Ela contou ao seu marido sua condição de virgem consagrada a Deus e conseguiu convence-lo. Segundo a tradição, Cecília teria cantado para ele a beleza da castidade e ele acabou decidindo respeitar o voto da esposa. Além disso, Valeriano converteu-se ao catolicismo.

Mito grego
Na época dos gregos, dizia-se que depois da morte dos Titãs, filhos de Urano, os deuses do Olimpo pediram que Zeus criasse divindades capazes de cantar as vitórias dos deuses do Olimpo. Então, Zeus se deitou com Mnemosina, a deusa da memória, durante nove noites consecutivas. Nasceram dessas noites as nove Musas. Dessas nove, a musa da música era Euterpe, que fazia parte do cortejo de Apolo, deus da Música.
Fonte: UFGNet

Rádio MEC AM

CONTOS NO RÁDIO